Patos-PB, Segunda-Feira - 27 de Junho de 2022

Notícias

Imprimir   

Prefeitura de Patos realiza campanha Não, é não, até no São João! para combater a violência contra a mulher durante os festejos

A Prefeitura de Patos, por meio da Secretaria Executiva de Políticas Públicas para a Mulher, iniciou nesta segunda-feira, 13, a campanha ‘Não, é não, até no São João!’, que tem como objetivo coibir e prevenir crimes de importunação sexual e violência contra as mulheres, principalmente durante os festejos juninos.


De acordo com a secretária da pasta, Brígida Emmanuelli, a ação é a continuidade da campanha de combate à violência doméstica iniciada no mês de abril, a qual auxiliará as mulheres que estejam passando por alguma violência ou importunação sexual, a fazerem a denúncia e buscarem ajuda junto aos órgãos competentes.


Brígida ainda destacou a importância de denunciar os casos e que é necessário que campanha, como esta, seja realizada para que as mulheres tenham coragem em denunciar estes casos e também outras violências que possam estar sofrendo. É preciso combater e acabar com essa violência.


O vice-prefeito de Patos, Jacob Souto, falou da importância da campanha neste período junino onde são realizadas diversas festividades e que acontece um aumento no número de casos de violência doméstica e de importunação.


Um dos crimes mais frequentes nos locais de festas é a importunação. Entre as ações mais corriqueiras estão os beijos roubados, toques físicos não consentidos e as piadas vexatórias. Esse crime está previsto no artigo 215-A do Código Penal, com pena mínima de um ano e máxima de cinco anos de prisão.


A campanha contará com diversas ações, tais como a distribuição de materiais educativos em bares e restaurantes, com o número de telefone do Centro de Referência em Atendimento à Mulher - CRAM e o número de emergência 190, que são telefones de órgãos de proteção à mulher que podem ser acionados, em casos de violência e importunação, além de outros crimes em que as vítimas mais comuns são as mulheres.


Coordecom



Brígida Emmanuelli - campanha



Jacob Souto - campanha Não, é não, até no São João!

« Voltar