Patos-PB, Segunda-Feira - 24 de Fevereiro de 2020

Notícias

Imprimir   

PA Maria Marques passa por adequações e já aguarda desinterdição de órgãos de controle

O prefeito interino de Patos, Ivanes Lacerda, esteve, na noite desta quarta-feira, dia 12 de fevereiro, no Pronto Atendimento Maria Marques, localizado no bairro Jatobá.

Na oportunidade, ele estava acompanhado do Procurador do município, Jonas Guedes, do secretário de saúde, Umberto Joubert, do vereador Sales Júnior, da coordenadora da unidade, Carla Akiko, e do Promotor da saúde d Patos (MPPB), drº Uirassu Medeiros. 

A visita serviu para que fossem verificadas as adequações necessárias àquele estabelecimento de saúde, uma vez que está com o atendimento comprometido desde o ano passado com a interdição realizada pelo CRM-PB, CRO-PB, Coren-PB, MPPB e AGEVISA. Porém, durante a visita desta quarta, foi verificado que o município cumpriu as determinações estabelecidas pelos órgãos de controle, a exemplo da construção de um Centro de Material e Esterilização (CME) e que já aguarda a chegada desses órgãos de controle para fazer a nova vistoria e desinterditar.  Além da estrutura física, o PA Maria Marques está abastecido com insumos, medicamentos e uma equipe de profissionais completa.

Ivanes Lacerda comemorou a conclusão dos serviços e espera entregar de imediato os serviços restabelecidos à população.

“Erros foram corrigidos, eram erros históricos de 20 anos e nós corrigimos. Levamos um tempo demasiado para corrigir porque dependia de estrutura física, construção de parede, de teto, viga e, todas as exigências foram atendidas. Agora, está abastecida de todos os insumos do que se usa aqui, um Pronto Atendimento para atender pequenas urgências”, pontuou.

Já o Promotor da saúde de Patos (MPPB), drº Uirassu Medeiros, acompanhou a visita e destacou o esforço que o município empenhou-se para atender as determinações dos órgãos.

“Vindo pessoalmente, a gente identifica, claramente, que o município se esforçou em tentar regularizar a situação do PA Maria Marques. É compromisso do Ministério Público buscar junto a esses órgãos uma reavaliação sempre voltada com o objetivo maior de propiciar que o serviço funcione, e agora, de forma regular para a população necessitada”, disse drº Uirassu.

Com a esperada desinterdição, o Pronto Atendimento Maria Marques retornará com os procedimentos de esterilização, odontologia, aplicação de injetáveis, além de possuir extintor e o desfibrilador cardíaco que foram comprados desde o ano passado, bem como o carro de parada, a construção da área do CME destinada para a esterilização de equipamentos hospitalares.

Ivanes Lacerda;


Uirassu Medeiros:


Coordecom 
« Voltar