Patos-PB, Quarta-Feira - 14 de Novembro de 2018

Notícias

Imprimir   

Encerrada nesta terça-feira, (12) em Patos, o ciclo de palestras sobre Mediação de Conflitos nas Escolas.

O ciclo de palestras sobre Mediação de Conflitos nas Escolas foi encerrado nesta terça-feira, (12) em Patos, no auditório da 6ª Gerência Regional de Educação com palestras, debates e rodas de conversas com profissionais das Secretarias de Educação do Município, Secretaria de Desenvolvimento Social com as gerências de Proteção Social Básica e Proteção Social Especial, além do pessoal da educação do estado.

Abrindo os trabalhos nesta manhã, a promotora de justiça da educação em João Pessoa que também é Coordenadora do Projeto “Na Escola com Respeito”, Ana Raquel Lira Beltrão, fez questão de ressaltar em sua palestra a importância da solução dos conflitos nas escolas com respeito mútuo e o envolvimento dos responsáveis dentro das condições de cada situação.

“O objetivo é tratar da questão da indisciplina na escola de uma forma mais democrática, mais aberta, trazendo uma nova metodologia de lidar com os problemas do relacionamento dentro da escola, reunindo professores e alunos em ciclo, que vão dialogar, ouvindo e escutando cada um sem interrupção e a partir deste diálogo, construir consenso e acordos entre as pessoas envolvidas e responsabilização daquelas pessoas que cometeram qualquer espécie de dano ao outro”. Ressaltou Ana Raquel.

Após a palestra, os educadores formaram equipes para debaterem e analisarem os principais temas abordados durante o ciclo a ao final a Secretária de Educação do Município, Francineide Maria de Souto, falou as principais experiências desenvolvidas na rede escolar do município.

Na avaliação da Secretária, os alunos que participam da mediação escolar apresentam uma melhora na sua consciência individual e social, desenvolvem a comunicação, a escuta e a empatia, importantes habilidades humanas. Além disso, a mediação pode melhorar a capacidade de analisar e resolver os conflitos e compreender melhor as adversidades e desafios da vida. Os professores por sua vez melhoram a sua capacidade de compreender os conflitos, de comunicação e de resolver os problemas relacionados com o trabalho no ambiente escolar. Ela faz um balanço muito positivo. “avaliação positiva do encontro que trabalhou as práticas mediativas para reflexão dentro da escola, que leva todos os participantes, todos os profissionais a fazer essa reflexão da vivência e convivência com alunos, professores, funcionários. A gente sabe que a escola é o espaço aberto de convivência e tem que ser extremamente tranquila. Então é um projeto que traz esta lição pra gente tentar resolver os conflitos dentro das escolas. (...) A gente quer que o aluno que é da comunidade tenha a escola como sua casa.” Reforçou Francineide.

A mediação também tem um caráter pedagógico e contribui com a difusão da cultura de paz, da não violência e da resolução pacífica dos conflitos.

Ana Raquel Beltrão - Promotora de Justiça da Educação

Francineide Souto - Secretária de Educação de Patos

« Voltar